Páginas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Criação e Criatura!






 Versinho Deixado com muito carinho para amiga Chica do Blog Sementinhas para Cianças

 

Deus Criou todo esse Mundo
Para todas suas criaturas
Pena que para muitas
Falta um pouco mais de ternura.

É triste observar
Que o ser mais racional
É o mais inconsequente
Responsável por tanto mal

Destruindo a natureza
Extinguindo os animais
Desrespeitando a Deus
Com atos Irracionais

Seria muito melhor
Se todos fôssemos Crianças
Com sua pureza e inocência
Não perderíamos a esperança

Mas já que não é assim
Que ao menos vivamos bem
Fazendo sempre o melhor
E o bem sem olhar a quem

Que Deus esteja conosco
Que a esperança nunca morra
Que sejamos seus seguidores
Que melhores tempos ocorram.

Vou ficando por aqui
Pedindo a Deus do Céu
Que em nós viva sempre a criança
E a bondade nos cubra com seu véu.

Kelly Andrade.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Apenas um passo.


Não importa há quanto tempo você esteja andando para o Norte - com apenas um passo você é capaz de andar para o Sul. 
O que é preciso para dar uma volta de 180º na sua vida? Apenas um passo. 
Você está a apenas um passo de uma dieta mais equilibrada, a um passo de melhorar suas finanças pessoais, a um passo de ser um profissional muito melhor, a um passo de ter um relacionamento mais gratificante. 
Daqui a um minuto, seus piores problemas podem estar todos atrás de você, ao invés de estarem na sua frente. 
Com apenas um passo, o melhor dia da sua vida pode ainda estar por vir, e não estar perdido em algum lugar do passado distante. 
Num instante, todas as energias negativas na sua vida podem ser redirecionadas para alguma coisa positiva. Apenas um passo é necessário para romper essa inércia, e dar à sua vida o rumo que você realmente gostaria que ela tivesse.

Até!

Fonte.

sábado, 6 de julho de 2013

O Tempo Certo

 
De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas.

Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto.
 Mas a natureza humana não é muito paciente.
Temos pressa em tudo!
Aí acontecem os atropelos do destino, aquela situação que você mesmo provoca, por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.
Mas alguém poderia dizer: - Mas qual é esse tempo certo?
Bom, basta observar os sinais.
Geralmente quando alguma coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, Pequenas manifestações do cotidiano, enviarão sinais indicando o caminho certo.
Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido, uma observação qualquer.
Mas com certeza, o sincronismo se encarregará de colocar você no lugar certo, na hora certa, no momento certo, diante da situação ou da pessoa certa!
Basta você acreditar que nada acontece por acaso!
E talvez seja por isso que você esteja agora lendo essas linhas.
Tente observar melhor o que está a sua volta.
Com certeza alguns desses sinais já estão por perto, e você nem os notou ainda.
Lembre-se que o universo, sempre conspira a seu favor, quando você possui um objetivo claro e uma disponibilidade de crescimento.




Até!



Retirado daqui.

sábado, 1 de junho de 2013

Preconceito, Discriminação e Leis

 
Respeito todo e qualquer Ser Humano, Independente de classe, cor, religião ou opção sexual.
Conheço pessoas de todos os meios e respeito, assim como exijo respeito, mas não por ter minha opção sexual, religião, cor e etc, e sim por ser Humana, cidadã. O que deveria acontecer com todos.
Esse negócio de Homofobia é muito parecido com o Racismo, preconceito num tá com nada, não nos leva a lugar nenhum.
Penso que, se um homem e uma mulher se esfregam exageradamente na rua podemos reclamar por atentado ao pudor (ou algo do tipo certo?), porém se isso for com um casal de homossexuais, ai não podemos, pois isso seria visto como Homofobia.
Outro exemplo que levo comigo em relação ao racismo é o que tem haver chamar alguém de macaco?, porque isso é racismo, tem macaco branco e preto, assim como tantos outros animais, acho triste alguém se ofender ao ser chamado de macaco, afinal eles são muito inteligentes.
Na Homofobia e no Racismo o grande problema é que a discriminação, o preconceito, parte na maioria das vezes dos próprios negros e homossexuais, pois eu como ser humano não posso ser agredida em hipótese nenhuma, nem física ou moralmente, independente da minha cor ou opção sexual, no caso das agressões aos homossexuais, em especial, os agressores tem que ser punidos sim e com dureza, mas não por agredir um Homossexual, e sim por agredir um ser humano, pois a opção sexual não faz de ninguém menos humano.
Criar leis específicas para grupos X ou Y só aumenta mais ainda a discriminação. Se somos todos Iguais temos que ser defendidos igualmente pelas mesmas Leis. O que tem que Mudar é a prática da Lei.
E se for alterar alguma coisa que seja para todos e não para grupos específicos.
A discriminação vai mais além do que isso.
A discriminação é o fato de humilhar, querer diminuir alguém por alguma característica específica , e isso pode acontecer com qualquer um, o que não traz necessidade de se criar leis específicas para cada tipo de discriminação, pois toda e qualquer discriminação ofende nossos direitos. Se já existem Leis que Defendem a soberania e os direitos do cidadão, do ser Humano, não há necessidade de criar mais Leis e sim fazer valer as existentes e de forma igualitária.

O preconceito está dentro de nós, se jogarmos no lixo todo e qualquer preconceito poderemos lutar juntos pelo bem comum de todos.
 
Até!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Meu filho, você não merece nada

Passeando pela net, encontrei um texto super importante que talvez explique o que acontece hoje com nossa juventude.
Talvez esse texto explique o porque de tanta Normalidade em tudo o que acontece hoje em nosso meio.

 Publicado em por
 
 A crença de que a felicidade é um direito tem tornado despreparada a geração mais preparada

ELIANE BRUM
   Divulgação 


Ao conviver com os bem mais jovens, com aqueles que se tornaram adultos há pouco e com aqueles que estão tateando para virar gente grande, percebo que estamos diante da geração mais preparada – e, ao mesmo tempo, da mais despreparada. Preparada do ponto de vista das habilidades, despreparada porque não sabe lidar com frustrações. Preparada porque é capaz de usar as ferramentas da tecnologia, despreparada porque despreza o esforço. Preparada porque conhece o mundo em viagens protegidas, despreparada porque desconhece a fragilidade da matéria da vida. E por tudo isso sofre, sofre muito, porque foi ensinada a acreditar que nasceu com o patrimônio da felicidade. E não foi ensinada a criar a partir da dor.

Há uma geração de classe média que estudou em bons colégios, é fluente em outras línguas, viajou para o exterior e teve acesso à cultura e à tecnologia. Uma geração que teve muito mais do que seus pais. Ao mesmo tempo, cresceu com a ilusão de que a vida é fácil. Ou que já nascem prontos – bastaria apenas que o mundo reconhecesse a sua genialidade.

Tenho me deparado com jovens que esperam ter no mercado de trabalho uma continuação de suas casas – onde o chefe seria um pai ou uma mãe complacente, que tudo concede. Foram ensinados a pensar que merecem, seja lá o que for que queiram. E quando isso não acontece – porque obviamente não acontece – sentem-se traídos, revoltam-se com a “injustiça” e boa parte se emburra e desiste.
Como esses estreantes na vida adulta foram crianças e adolescentes que ganharam tudo, sem ter de lutar por quase nada de relevante, desconhecem que a vida é construção – e para conquistar um espaço no mundo é preciso ralar muito. Com ética e honestidade – e não a cotoveladas ou aos gritos. Como seus pais não conseguiram dizer, é o mundo que anuncia a eles uma nova não lá muito animadora: viver é para os insistentes.

Por que boa parte dessa nova geração é assim? Penso que este é um questionamento importante para quem está educando uma criança ou um adolescente hoje. Nossa época tem sido marcada pela ilusão de que a felicidade é uma espécie de direito. E tenho testemunhado a angústia de muitos pais para garantir que os filhos sejam “felizes”. Pais que fazem malabarismos para dar tudo aos filhos e protegê-los de todos os perrengues – sem esperar nenhuma responsabilização nem reciprocidade.

É como se os filhos nascessem e imediatamente os pais já se tornassem devedores. Para estes, frustrar os filhos é sinônimo de fracasso pessoal. Mas é possível uma vida sem frustrações? Não é importante que os filhos compreendam como parte do processo educativo duas premissas básicas do viver, a frustração e o esforço? Ou a falta e a busca, duas faces de um mesmo movimento? Existe alguém que viva sem se confrontar dia após dia com os limites tanto de sua condição humana como de suas capacidades individuais?

Nossa classe média parece desprezar o esforço. Prefere a genialidade. O valor está no dom, naquilo que já nasce pronto. Dizer que “fulano é esforçado” é quase uma ofensa. Ter de dar duro para conquistar algo parece já vir assinalado com o carimbo de perdedor. Bacana é o cara que não estudou, passou a noite na balada e foi aprovado no vestibular de Medicina. Este atesta a excelência dos genes de seus pais. 

Esforçar-se é, no máximo, coisa para os filhos da classe C, que ainda precisam assegurar seu lugar no país.
Da mesma forma que supostamente seria possível construir um lugar sem esforço, existe a crença não menos fantasiosa de que é possível viver sem sofrer. De que as dores inerentes a toda vida são uma anomalia e, como percebo em muitos jovens, uma espécie de traição ao futuro que deveria estar garantido. Pais e filhos têm pagado caro pela crença de que a felicidade é um direito. E a frustração um fracasso. Talvez aí esteja uma pista para compreender a geração do “eu mereço”.

Basta andar por esse mundo para testemunhar o rosto de espanto e de mágoa de jovens ao descobrir que a vida não é como os pais tinham lhes prometido. Expressão que logo muda para o emburramento. E o pior é que sofrem terrivelmente. Porque possuem muitas habilidades e ferramentas, mas não têm o menor preparo para lidar com a dor e as decepções. Nem imaginam que viver é também ter de aceitar limitações – e que ninguém, por mais brilhante que seja, consegue tudo o que quer.

A questão, como poderia formular o filósofo Garrincha, é: “Estes pais e estes filhos combinaram com a vida que seria fácil”? É no passar dos dias que a conta não fecha e o projeto construído sobre fumaça desaparece deixando nenhum chão. Ninguém descobre que viver é complicado quando cresce ou deveria crescer – este momento é apenas quando a condição humana, frágil e falha, começa a se explicitar no confronto com os muros da realidade. Desde sempre sofremos. E mais vamos sofrer se não temos espaço nem mesmo para falar da tristeza e da confusão.

Me parece que é isso que tem acontecido em muitas famílias por aí: se a felicidade é um imperativo, o item principal do pacote completo que os pais supostamente teriam de garantir aos filhos para serem considerados bem sucedidos, como falar de dor, de medo e da sensação de se sentir desencaixado? Não há espaço para nada que seja da vida, que pertença aos espasmos de crescer duvidando de seu lugar no mundo, porque isso seria um reconhecimento da falência do projeto familiar construído sobre a ilusão da felicidade e da completude.

Quando o que não pode ser dito vira sintoma – já que ninguém está disposto a escutar, porque escutar significaria rever escolhas e reconhecer equívocos – o mais fácil é calar. E não por acaso se cala com medicamentos e cada vez mais cedo o desconforto de crianças que não se comportam segundo o manual. Assim, a família pode tocar o cotidiano sem que ninguém precise olhar de verdade para ninguém dentro de casa.

Se os filhos têm o direito de ser felizes simplesmente porque existem – e aos pais caberia garantir esse direito – que tipo de relação pais e filhos podem ter? Como seria possível estabelecer um vínculo genuíno se o sofrimento, o medo e as dúvidas estão previamente fora dele? Se a relação está construída sobre uma ilusão, só é possível fingir.

Aos filhos cabe fingir felicidade – e, como não conseguem, passam a exigir cada vez mais de tudo, especialmente coisas materiais, já que estas são as mais fáceis de alcançar – e aos pais cabe fingir ter a possibilidade de garantir a felicidade, o que sabem intimamente que é uma mentira porque a sentem na própria pele dia após dia. É pelos objetos de consumo que a novela familiar tem se desenrolado, onde os pais fazem de conta que dão o que ninguém pode dar, e os filhos simulam receber o que só eles podem buscar. E por isso logo é preciso criar uma nova demanda para manter o jogo funcionando.

O resultado disso é pais e filhos angustiados, que vão conviver uma vida inteira, mas se desconhecem. E, portanto, estão perdendo uma grande chance. Todos sofrem muito nesse teatro de desencontros anunciados. E mais sofrem porque precisam fingir que existe uma vida em que se pode tudo. E acreditar que se pode tudo é o atalho mais rápido para alcançar não a frustração que move, mas aquela que paralisa.

Quando converso com esses jovens no parapeito da vida adulta, com suas imensas possibilidades e riscos tão grandiosos quanto, percebo que precisam muito de realidade. Com tudo o que a realidade é. Sim, assumir a narrativa da própria vida é para quem tem coragem. Não é complicado porque você vai ter competidores com habilidades iguais ou superiores a sua, mas porque se tornar aquilo que se é, buscar a própria voz, é escolher um percurso pontilhado de desvios e sem nenhuma certeza de chegada. É viver com dúvidas e ter de responder pelas próprias escolhas. Mas é nesse movimento que a gente vira gente grande.

Seria muito bacana que os pais de hoje entendessem que tão importante quanto uma boa escola ou um curso de línguas ou um Ipad é dizer de vez em quando: “Te vira, meu filho. Você sempre poderá contar comigo, mas essa briga é tua”. Assim como sentar para jantar e falar da vida como ela é: “Olha, meu dia foi difícil” ou “Estou com dúvidas, estou com medo, estou confuso” ou “Não sei o que fazer, mas estou tentando descobrir”. Porque fingir que está tudo bem e que tudo pode significa dizer ao seu filho que você não confia nele nem o respeita, já que o trata como um imbecil, incapaz de compreender a matéria da existência. É tão ruim quanto ligar a TV em volume alto o suficiente para que nada que ameace o frágil equilíbrio doméstico possa ser dito.

Agora, se os pais mentiram que a felicidade é um direito e seu filho merece tudo simplesmente por existir, paciência. De nada vai adiantar choramingar ou emburrar ao descobrir que vai ter de conquistar seu espaço no mundo sem nenhuma garantia. O melhor a fazer é ter a coragem de escolher. Seja a escolha de lutar pelo seu desejo – ou para descobri-lo –, seja a de abrir mão dele. E não culpar ninguém porque eventualmente não deu certo, porque com certeza vai dar errado muitas vezes. Ou transferir para o outro a responsabilidade pela sua desistência.

Crescer é compreender que o fato de a vida ser falta não a torna menor. Sim, a vida é insuficiente. Mas é o que temos. E é melhor não perder tempo se sentindo injustiçado porque um dia ela acaba.

Texto retirado daqui. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Sete lições para crescer nas adversidades:


Não estamos livres de problemas. Muitas vezes eles acontecem para que você tenha oportunidade de viver grandes experiências e, com isso, aprender alguns ensinamentos.

Veja algumas lições que você precisa saber sobre as adversidades:

1. Sempre teremos problemas. Em alguns momentos eles serão maiores, em outros menores, mas sempre existirão.

 2. A forma como lidamos com os problemas é o que nos diferencia de outras pessoas. Você pode ser convidado para administrar uma empresa devido à maneira como administra sua vida pessoal. As empresas precisam de pessoas centradas, focadas e com habilidades para lidar com as adversidades que surgem todos os dias, das mais variadas maneiras.

3. Não conte seus problemas para qualquer um. A maioria das pessoas não se importa com eles e outras ficam felizes com a infelicidade alheia. Não é bom para o seu marketing pessoal que muitos saibam de suas dificuldades, principalmente quando elas forem financeiras.

 4. Acredite que o problema possa ser resolvido. Não desista, lute, pense e procure de todas as maneiras um meio de resolver ou amenizar.

5. Se um problema tem solução, não sofra e não se desgaste com ele, afinal ele pode ser resolvido. No entanto, se você tentar de todas as maneiras e não conseguir solucioná-lo, não sofra, assuma as conseqüências e siga em frente.

6. Independente de qual seja o problema, o peso de suas conseqüências diminuirá e, quando isso acontecer, você se sentirá mais preparado e fortalecido.

7. Todos já ouviram falar em Davi, que derrotou o gigante Golias. Davi era pequeno, franzino, um homem aparentemente fraco se comparado a outros. Entretanto, possuía um profundo relacionamento com Deus, buscava sempre a sua direção, não tomava atitudes sem essa direção, não decidia de acordo com o conselho dos homens, tinha muita convicção que nunca seria abandonado.


Com Certeza Deus não nos dá nada mais do que conseguimos suportar.
Ele dá o cobertor conforme o frio, por isso temos que pedir a Deus a sabedoria sufciente para lhe darmos com as advresidades da vida.

Até!!!



Fonte: Mensagens de Otimismo.
Imagens retiradas da Galeria do Google.



sábado, 20 de abril de 2013

CINCO GRANDES LIÇÕES DE VIDA

" Estava sem muita criatividade, daí decidi passear na net em busca de alguma coisa interessante e eis o que achei, Cinco lições muito valorosas, que na correria da vida esquecemos de prestar atenção."

PRIMEIRA IMPORTANTE LIÇÃO:

 


Durante meu segundo mês na escola de enfermagem, nosso professor nos deu um questionário. Eu era bom aluno e respondi rápido todas as questões até chegar a última que era:

"Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?"
Sinceramente, isso parecia uma piada. Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes. Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas como eu ia saber o primeiro nome dela?

Eu entreguei meu teste deixando essa questão em branco e um pouco antes da aula terminar, um aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar na nota."É claro!"... Respondeu o professor e continuou: "Na sua carreira, você encontrará muitas pessoas. Todas têm seu grau de importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples "alô".
Eu nunca mais esqueci essa lição e também acabei aprendendo que o primeiro nome dela era Dorothy.

SEGUNDA LIÇÃO IMPORTANTE:

Na chuva, numa noite, estava uma senhora negra, americana, do lado de uma estrada no estado do Alabama enfrentando um tremendo temporal. O carro dela tinha enguiçado e ela precisava, desesperadamente, de uma carona. Completamente molhada, ela começou a acenar para os carros que passavam.
Um jovem branco, parecendo que não tinha conhecimento dos acontecimentos e conflitos raciais dos anos 60, parou para ajudá-la. O rapaz a colocou em um lugar protegido, procurou ajuda mecânica e chamou um táxi para ela. Ela parecia estar realmente com muita pressa mas conseguiu anotar o endereço dele e agradecê-lo. Sete dias se passaram quando bateram à porta da casa do rapaz.
Para a surpresa dele, uma enorme TV colorida estava sendo entregue na casa dele com um bilhete junto que dizia: "Muito obrigada por me ajudar na estrada naquela noite. A chuva não só tinha encharcado minhas roupas como também meu espírito. Aí, você apareceu. Por sua causa eu consegui chegar ao leito de morte do meu marido antes que ele falecesse. Deus o abençoe por Ter me ajudado. Sinceramente, Mrs. Nat King Cole"

TERCEIRA IMPORTANTE LIÇÃO:

Sempre se lembre daqueles que te serviram. Numa época em que um sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos entrou na lanchonete de um hotel e sentou-se a uma mesa. Uma garçonete colocou um copo de água na frente dele.
- "Quanto custa um sundae?" ele perguntou.
- "50 centavos" - respondeu a garçonete.
O menino puxou as moedas do bolso e começou a contá-las.
- "Bem, quanto custa o sorvete simples?" ele perguntou.
A essa altura, pessoas estavam esperando por mesas e a garçonete perdendo a paciência.
- "35 centavos" - respondeu ela, de maneira brusca.
O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse:
- "Eu vou querer, então, o sorvete simples".

A garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e saiu.
O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu.

Quando a garçonete voltou, ela começou a chorar a medida que ia limpando a mesa pois ali, do lado do prato, tinham 15 centavos em moedas - ou seja, o menino não pediu o sundae porque ele queria que sobrasse a gorjeta da garçonete.

QUARTA IMPORTANTE LIÇÃO:

O obstáculo no nosso caminho. Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada.

Então, ele se escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa rocha do caminho.

Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra.

Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantinha as estradas limpas mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra dali.

De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali.
Após muita força e suor, ele finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada.

Ele, então, voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra.

A bolsa continha muitas moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho.
O camponês aprendeu o que muitos de nós nunca entendeu:
"Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição".

QUINTA IMPORTANTE LIÇÃO:

Há muitos anos atrás, quando eu trabalhava como voluntário em um hospital, eu vim a conhecer uma menininha chamada Liz que sofria de uma terrível e rara doença.
A única chance de recuperação para ela parecia ser através de uma transfusão de sangue do irmão mais velho dela de apenas 5 anos que, milagrosamente, tinha sobrevivido à mesma doença e parecia ter, então, desenvolvido anticorpos necessários para combatê-la.
O médico explicou toda a situação para o menino e perguntou, então, se ele aceitava doar o sangue dele para a irmã.

Eu vi ele hesitar um pouco mas depois de uma profunda respiração ele disse:
- "Tá certo, eu topo já que é para salvá-la...".

À medida que a transfusão foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado da cama da irmã e sorria, assim como nós também, ao ver as bochechas dela voltarem a ter cor.

De repente, o sorriso dele desapareceu e ele empalideceu. Ele olhou para o médico e perguntou com a voz trêmula:

- "Eu vou começar a morrer logo?"
Por ser tão pequeno e novo, o menino tinha interpretado mal as palavras do médico, pois ele pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a irmã!
Pois é, Compreensão e Atitude são tudoooooooo !!!
Lembre-se sempre:

"Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro, ame como se você nunca tivesse se machucado e dance como você dançaria se ninguém estivesse olhando".


 Espero que Gostem e guardem com Carinho.


Retirado daqui.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Pra ler de vez em quando e focar em alguns itens ...

ESCRITO POR REGINA BRETT, 90 ANOS, CLEAVELAND, OHIO.


 "Para celebrar o envelhecer, uma vez eu escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taxímetro chegou aos 90 em agosto, então, aqui está a coluna, mais uma vez:

 1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
 2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
 3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
 4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.
 5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
 6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
 7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.
 8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.
 9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.
 10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
 11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.
 12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.
 13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.
 14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.
 15 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
 
16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
 17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.
 18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.
 19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.
 
20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.
 21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
 22. Se prepare bastante; depois, se deixe levar pela maré...
 23.. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.
 24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
 
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.
 26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
 27. Sempre escolha a vida.
 28. Perdoe tudo de todos.
 29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
 30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.
 31. Independentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.
 32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva...
 33. Acredite em milagres.
 34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que vc fez ou deixou de fazer.
 35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.
 36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.
 37. Seus filhos só têm uma infância.
 38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou...
 39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
42. O melhor está por vir.
43. Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.
44. Produza.
45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente "







Texto retirado da Internet, não me lembro a fonte, pois estava guardado em meus documentos, achei interessante para Postar, pois a Experiência de REGINA BRETT Com certeza valeu a pena.
Espero que gostem!!!!
Abraços.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Postagem de Agradecimento a Dinha Ponto Cruz.

Quero mais uma vez agradecer a generosidade de uma colega, que vem contribuindo muito conosco, blogueira inexperientes em relação a Desingners, templates e etc.


A Amiga Dinha, do Blog Dinha Ponto Cruz além de ser uma Artesã de Mão cheia, com trabalhos lindos, ainda consegue atender a todas suas amigas virtuais, participantes da Promoção Desingners da Dinha, com lindos trabalhos gráficos, e nós, claro, ficamos maravilhadas, pois pra participar basta divulgar seu trabalho, e nada mais justo né? Afinal tanta generosidade e capricho tem que ser retribuido de algum jeito.

Esta Postagem é realmente para agradecer a Dinha.
Espero poder ajudar sempre que for necessário, espero que mais blogueiras possam ficar Satisfeitas com os Trabalhos dela.
Este é o meu outro bolg que foi personalizaso por ela confira : Kelly Arte e Costura

Quem quiser conferir e confirmar o trabalho da Dinha é só clicar aqui ou no banner dela, na lateral.
Dinha Ponto Cruz



 Um Abraço.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Tríduo Pascal


O Tríduo Sagrado inicia-se na tarde da quinta-feira santa, com a celebração da Ceia do Senhor, e acaba com as segundas Vésperas do dia da Páscoa.


A Ceia do Senhor, na tarde (Ex 12, 1-14; 1 Cor 11, 23-26; Jo 13, 1-15), abre o Tríduo, celebrando antecipadamente na forma sacramental da eucaristia o dom do corpo e do sangue do Senhor, que a Igreja guarda como memória viva e fonte inesgotável da sua vida no tempo. A Igreja está certa de que “todas as vezes que celebramos este sacrifício em memória do vosso Filho, torna-se presente a nossa redenção” (Oração sobre as oferendas). O gesto de amor e de humildade com que Jesus, o Mestre e o Senhor, lava os pés aos discípulos, determina o horizonte divino das relações recíprocas entre os discípulos, e deles com qualquer pessoa, em toda situação e em todo tempo. Cada sofrimento partilhado e cada gesto de solidariedade faz Jesus lavar os pés e cumprir seu mandamento.
A Quinta-feira santa: “Jesus... tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim”





A Sexta-feira santa: celebração da Paixão do Senhor
No centro da celebração está o evento e o mistério da cruz, proclamado nas Escrituras (Is 52,13-53,12; Jo 18,1-19,42), honrado com a adoração e o beijo da cruz por parte da a assembléia, reconhecido como intercessão permanente junto do Pai (Oração universal), interiorizado na comunhão. A cruz é tragédia em nível humano, porém a fé a proclama como revelação suprema do amor de Jesus e início da vida nova que dele brota.
Neste dia a Igreja fica concentrada diretamente sobre a contemplação silenciosa e adorante do evento da crucifixão. Não celebra a memória sacramental da morte de Cristo com a Missa. A cruz é o “eixo do mundo”, diziam os Padres da Igreja, pois nela se manifesta o extremo compromisso de Deus em favor do mundo. Este amor divino é o que sustenta o mundo.



A Igreja contempla com fé e amor e celebra o mistério único e indivisível do seu Senhor Morto (Sexta-feira santa).Sepultado (Sábado santo) e Ressuscitado (Vigília e dia de Páscoa).

Sábado Santo: dia do silêncio de Deus e dos homens
O Sábado santo é o dia do grande silêncio. Só a Liturgia das Horas acompanha as etapas do dia.
Um dia vazio ou, ao invés, um dia de silêncio contemplativo e fecundo, de espera e de esperança, suscitada pela gestação silenciosa da nova criatura no seio da terra e do coração de Deus? O Sábado santo não é somente o segundo dia do tríduo: é uma dimensão constitutiva da identidade cristã e de todo caminho espiritual cristão.
É a noite-dia em que também os “fieis” são chamados a renovar seu compromisso batismal (renovação das promessas batismais), pois o batismo é a fonte que alimenta toda experiência espiritual cristã.


O canto do Aleluia constitui o emblema da Páscoa e da vida nova em Cristo. Brota da alegria da fé, se irradia através da vida renovada, antecipa a plenitude da esperança: “A Paixão do Senhor mostra-nos as dificuldades da vida presente, em que é preciso trabalhar, sofrer e por fim morrer. A ressurreição e glorificação do Senhor nos revelam a vida que um dia nos será dada... É isto o que todos nós exprimimos mutuamente quando cantamos: Aleluia! Louvai o Senhor!... Mas louvai com todas as vossas forças, isto é, louvai a Deus não só com a língua e a voz, mas também com a vossa consciência, a vossa vida, as vossas ações. (S. Agostinho, Com. Salmos, 148 1-2; 5a Semana do Tempo Pascal, Sábado LH II, pg 779).
“Ó Deus, por vosso Filho unigênito, vencedor da morte, abristes hoje para nós as portas da eternidade. Concedei que, celebrando a ressurreição do Senhor, renovados pelo vosso Espírito, ressuscitemos na luz da vida nova” (Domingo de Páscoa, Oração do dia)



 Texto Retirado daqui. Imagens Retiradas da Gaelria de imagens do Google.

Feliz Dias Santos e uma verdadeira Páscoa pra você.


sexta-feira, 22 de março de 2013

22 de Março dia Mundial da Água



Vamos nos Conscientizar. 
Pra muitos ela acabou faz tempo.

Pra outros parece ser uma fonte inesgotável, pois lavar a calçada, aguar a rua pra evitar a poeira é o fim!


Tem horas que penso que só Deus descendo logo, pra dá um jeito no Homem.
Será que as pessoas não pensam que dá pra reaproveitar a água da lavagem da roupa em vez de usar a água limpa pra esses fins. Isso me indigna.
Dá pra aproveitar a água de sabão pra muitas coisas como lavar banheiro, terraço, área, varanda, e com a água do amaciante dá pra enxaguar o sabão, passar pano na casa e jogar onde bem quiser pra amenizar a poeira.
 O Gado e as Plantações estão  perdidas, tudo pela falta d’água.
No Sertão Nordestino, por exemplo, a situação é cada dia mais crítica. Enquanto isso em outras regiões, como no Sudeste, ocorre catástrofes pelo excesso de chuvas.
Vai entender !!
Mas é como sempre digo, só colhemos o que plantamos, nesses últimos tempos foi muita destruição, muito desmatamento, desperdício, consumo desenfreado, pouca preocupação com o meio ambiente.
Agora a tal da Sustentabilidade é a saída pra correr atrás do prejuízo, o que é impossível, não dá mais tempo de recuperar, o mínimo que poderemos conseguir será amenizar o desgaste do que nos resta do Meio ambiente.
O Homem, nesses últimos longos tempos, foi no mais íntimo da Terra buscar riquezas, sem medir esforços e pesar as consequências, hoje muitos inocentes perdem o que construíram com luta e muito trabalho ou por não terem o mínimo de água para subsistência e sobrevivência ou por sofrerem com os excessos de chuvas.
É triste imaginar que o homem, o ser mais dotado de inteligência e raciocínio, foi e sempre será o único responsável pela destruição do Planeta Terra. Mais triste ainda é sabermos que não conseguiremos resgatar o que foi perdido e que tudo que tem acontecido é a reação da Natureza por toda Destruição causada a ela.
Parece que as Pessoas não entenderam ainda que tudo anda junto, se falta água, não tem como plantar, se não plantar não tem como colher, sem água não se criam animais, as vacas não dão leite, os que vivem de agricultura sofrem e assim vai indo, no fim  o resultado é tudo muito mais caro, mais difícil, mais escasso. Só mexendo no Bolso pra incomodar o Homem mesmo.
Poderíamos dizer que a culpa é do Governo. Sim, pois tudo é culpa do Governo !! A Educação, a Saúde, a Infraestrutura etc. e tal. Os Governantes vão pra lá sozinhos né?!
Só que os Maiores culpados somos nós, que não damos a educação adequada para nossas crianças, que não damos o exemplo, quando fazemos diferente do que ensinamos. Quando não nos manifestamos contra o que está errado, quando nos conformamos com a situação, desde que ela não nos atinja diretamente, e assim vamos caminhando.
Meu desejo é Utópico, pois minha esperança de que a Humanidade melhore não é do tamanho que deveria ser, mas ainda há Esperança, afinal ela é a última que Morre.
Sei que meu desabafo não mudará as pessoas, muito menos o Mundo, mas pelo menos tenho dito o que penso.

Abraço, Kelly.